Mãe cujos quatro filhos morreram em incêndio criminoso de Salford é criticada

A saúde de Michelle Pearson deteriorou-se ao longo de 18 meses desde que seus filhos morreram em um ataque com bomba de gasolina
Foto: Reprodução / Facebook / filhos de Michelle

Uma mãe cujos quatro filhos foram mortos em um ataque com bomba de gasolina está em “estado crítico” 18 meses depois da tragédia.

Michelle Pearson perdeu Demi, 15, Brandon, oito, Lacie, sete e Lia, três, no incêndio devastador em Salford em dezembro de 2017.

A mãe de 37 anos tem lutado para se recuperar depois de ficar em coma com queimaduras graves em 75% do corpo.

No início deste ano, ela foi filmada em uma cadeira de rodas com um tubo de traqueostomia no pescoço e lançada sobre a perna enquanto soltava balões do lado de fora do hospital .

Mas na noite passada sua mãe, Sandra Lever, foi ao Facebook para contar aos amigos e familiares que sua condição havia piorado.

Brava Michelle retratado no início deste ano fora do hospital

Ela escreveu: “Temos relutado em compartilhar a jornada de Michelle nos últimos meses, já que nos concentramos em melhorá-la.

“Também tentando se manter longe dos olhos do público para permitir que Michelle e a família sofram.

Foto: Reprodução / Facebook / Michelle antes do incêndio

“No entanto, o que as pessoas não sabiam é que, na verdade, este foi o momento mais desafiador para Michelle e a família.

Ela vem como uma mulher presa por ajudar os incendiários que incendiaram a casa a lançar uma tentativa de derrubar sua condenação.

Courtney Brierley, de 21 anos, foi presa por homicídio culposo no ano passado por ajudar o namorado Zak Bolland e David Worrall a realizar o ataque.

Foto: Reprodução / Facebook / Courtney Brierley, de 21 anos

Demi Pearson, que também foi morto no incêndio

Gran Sandra Lever, na exposição do Jeremy Kyle no ano passado

Bolland e seu parceiro no crime, Worrall, estão servindo a vida por assassinato e devem cumprir no mínimo 40 e 37 anos atrás das grades, respectivamente.

Após um julgamento no Tribunal da Coroa de Manchester, o júri considerou que Brierley não era culpada de assassinato, mas a condenou por quatro acusações de homicídio culposo.

Ela foi sentenciada a 21 anos em uma instituição de jovens infratores e pode pedir liberdade condicional até a metade de sua sentença.

Mas ela agora apresentou recursos contra sua sentença e condenação

Michelle saiu do coma pela primeira vez em 2018, mas foi protegida das notícias no caso de qualquer coisa no incêndio ter sido reportada.

Mas a família esperava colocar Michelle em uma clínica de reabilitação este ano com suas amáveis ​​pessoas esperando que ela estivesse em casa no Natal.

Michelle sobreviveu ao incêndio junto com seu filho Kyle, agora com 17 anos, e seu amigo, Bobby Harris, que ambos conseguiram sair pela janela do quarto.

Bolland, 23 anos, envolvido em uma briga “mesquinha” com Kyle, recebeu quatro mandatos de vida.




Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.