Mulher forja propio sequestro para viajar com amante

Mulher simula sequestro para viajar com um homem que ela havia conhecido no facebook

Alline Figueiredo da Cruz, de 28 anos, foi vista pela última vez na noite de quarta-feira (17), quando havia saído de casa para ir até um shopping em Várzea Grande para participar de um curso na área da beleza. Na quinta-feira (18), familiares de alline procuram uma delegacia para comunicar o desaparecimento.

Desde a comunicação do suposto desaparecimento, a polícia fazia buscas pela cabeleireira. Alguns familiares da jovem chegaram a receber telefonemas no dia seguinte ao desaparecimento, onde um homem se identificou como sequestrador.

Durante todo o final de semana a GCCO ouviu depoimentos e investigou pistas do suposto sequestro. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) fez perícia no carro da mulher que foi encontrado abandonado perto da Avenida Fernando Corrêa, na capital.

Na noite de domingo (21), Alline pediu ajuda da Polícia Militar. Ela relatou ter sido rendida por três criminosos armados que a obrigaram a seguir com eles em outro automóvel, sendo mantida trancada no quarto de uma residência durante quatro dias.

Porém, contrariando o que alline disse no depoimento, testemunhas contaram à polícia que viram alline tomando cerveja em uma lanchonete, acompanhada de um homem.
Diante desta e de outras contradições, a polícia pressiono alline, que acabou confessando, que simulou um sequestro para ficar com o amante dela, Marcelo de Souza Arruda, que ela havia conhecido pelo Facebook.

Alline também contou a polícia, que na noite de quarta-feira ela havia bebido bastante com Marcelo, perdendo o horário de volta para a casa, e que acabaram decidido viajar para uma propriedade rural no Distrito de Mimoso, em Santo Antônio de Leverger, a 35 km de Cuiabá, onde os dois tramaram o falso sequestro para ficarem juntos por mais tempo.

Segundo a GCCO, Alline e Marcelo foram autuados nesta segunda-feira (22) por falsa comunicação de crime.

Fonte: G1